quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Receita abrirá amanhã consulta ao primeiro lote da malha fina do IR de 2014


A Receita Federal divulga amanhã (28) a consulta ao primeiro lote de restituições liberadas da malha fina do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. Também estarão no lote declarações de 2008 a 2013 liberadas pela Receita.

De acordo com o órgão, o crédito bancário para 472.576 contribuintes será efetuado no dia 30 de janeiro, totalizando o valor de R$ 941.872.389,78. Desse total, R$ 124.829.894,05 referem-se ao quantitativo de contribuintes idosos, de pessoas com deficiência ou com doença grave.

A consulta aos lotes de restituição é disponibilizada na página da Receita Federal na internet. No endereço é possível consultar lotes de anos anteriores. A consulta pode ser feita também por meio de tablets e smartphones com os sistemas iOS (Apple) ou Android.


(Agência Brasil)

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Previsão para o primeiro trimestre é de chuvas abaixo da média no Semi-Árido

A previsão de chuvas para o Semiárido para os meses de fevereiro, março e abril deste ano será abaixo da média. A afirmação foi feita pelo secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Carlos Nobre, em entrevista coletiva concedida na última sexta-feira, 16, em Brasília.
Carlos Nobre ressalta que apenas a parte litorânea da região Nordeste terá chuvas na média para esse período. Ele explicou que o Brasil vive um momento delicado no tocante ao clima, com impacto imediato na economia e no âmbito social.
A explicação para esse momento de extremos climáticos que ocorrem no País é devido ao fenômeno “El Niño”, esclarece o secretário. “Essa alteração se deve ao fenômeno conhecido como ‘El Niño’ presente no Oceano Pacífico. Isso é um pré-condicionador de chuvas abaixo da média para o Brasil”.
Os dados divulgados e comentados também por demais cientistas fazem parte da ‘Previsão Climática Sazonal’ do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e correspondem aos meses fevereiro-março-abril.
A iniciativa contribui para que o poder público adote as medidas necessárias para evitar ou reduzir danos e prejuízos à população, à infraestrutura e à economia do País. 
 Fonte: http://www.defato.com/noticias/44088/previsa-o-para-o-primeiro-trimestre-a-de-chuvas-abaixo-da-ma-dia-no-semi-a-rido

sábado, 17 de janeiro de 2015

Prefeitura Edita Decreto Proibindo Captação de Passageiros por Veículos de Aluguel não Licenciados no município de Tibau

 
A Prefeitura Municipal de Tibau, através do prefeito Josinaldo Marcos de Souza, “Naldinho”, (PSD), editou Decreto nº 001/2015, proibindo a captação de passageiros em pontos de ônibus, táxis e vias públicas, através de veículos de aluguel, especificamente de outros municípios, que não tiverem a devida licença municipal.

Conforme o Decreto, fica vedado o transporte de passageiros por veículos de aluguel que não possuem licença do Poder Público Municipal, sendo que estes, em especial oriundos de outros municípios, estão impedidos de transitar no interior do município de Tibau.

Ainda segundo o Decreto, fica o Comandante de Trânsito da Polícia Militar do Rio Grande do Norte em parceria com o Secretário Municipal de Infraestrutura do Município de Tibau, autorizados a multar e apreender os veículos de aluguel, especialmente aqueles oriundos de outros municípios, que de forma irregular e indevida estão captando, mediante remuneração, passageiros em pontos de ônibus, táxis e vias públicas.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Prefeitura de Tibau discute implantação do Programa de Coleta Seletiva e Reciclagem


Em parceria com a Secretaria Municipal de obras, Sebrae e Agrícola Famosa, a Prefeitura Municipal de Tibau realizou nesta quarta-feira, 14, mais uma reunião objetivando implantar o programa de coleta seletiva e reciclagem.

De acordo com Débora Alcântara Garcia, graduanda em Engenharia Agronômica na Universidade Federal Rural do Semi-Árido, (UFERSA), e atualmente é Gerente Executiva de Agricultura, da prefeitura de Tibau, o objetivo principal do programa é conscientizar e sensibilizar a população tibauense da importância da reciclagem nos tempos atuais.

“Temos que oferecer ao cidadão tibauense e àquela que visita o município, a opção de colaborar para uma cidade limpa e gerar oportunidade no que diz respeito à estrutura de associações, que vai ter sua renda advinda desse segmento”, comenta Débora Alcântara.

A ideia, ainda segundo Débora, é despertar para a extrema relevância no desafio de reduzir o quantitativo de lixo urbano com a reutilização e reciclagem. “Observamos que a sociedade exige viver em ambientes que priorizam a qualidade de vida em todos os âmbitos. Nascendo assim, o caminho para o poder público incentivar atividades que tornem-se oportunidades para a população”, observa Débora.

O Programa de Coleta Seletiva e Reciclagem instituído no município de Tibau, é considerado um instrumento de inserção da sociedade em geral numa atividade que visa a redução de resíduos sólidos e o reaproveitamento por meio da reciclagem.

“Isso deixará a população cada vez mais consciente e participativa na preservação do meio ambiente e tudo o que isso envolve, como limpeza urbana, não exposição às contaminações trazidas pelo acúmulo do lixo, entre outras”, pontua Débora Alcântara.

No que diz respeito as parcerias para implantar o projeto, Débora Alcântara destaca a importância do Espaço do Empreendedor, através do Sebrae, o Agente de Desenvolvimento, que reúne parceiros em torno de ações para o bem comum, tendo a Prefeitura Municipal de Tibau o compromisso com o cidadão de criar políticas públicas em prol do desenvolvimento da cidade.

No que concerne ao espaço destino a deposito de lixo do município, vem sofrendo alterações para que se adequado para o acúmulo deste material, bem como para que seja construído um galpão para que os associados possam trabalhar no processo de reciclagem dignidade, nas condições corretas de trabalho.

“Vejo como uma grande oportunidade para a sociedade tibauense ter consciência ambiental, oportunizar uma nova fonte de renda e mercado para os produtos reutilizáveis, e termos uma cidade limpa, com uma Coleta Seletiva por separação dos materiais e o hábito de conscientização da importância dessa política”, ressalta Débora Alcântara.